Sem categoria

Episódio 165

Jesus aparece a Tomé; Jesus aparece novamente aos aprendizes

 

JESUS APARECE A TOMÉ – João 20:24-29 

Tomé, também chamado de Dídimo, era um dos doze, mas não estava com os aprendizes quando Jesus apareceu a todos. Quando retornou, os outros aprendizes o contaram:

– Vimos o Senhor!

Mas ele não deu importância:

– Se eu não ver as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não vou acreditar. Uma semana mais tarde, os aprendizes estavam outra vez ali e Tomé estava com eles. Apesar de estarem trancadas as portas, Jesus entrou, e os cumprimentou:

– Que a Paz esteja com vocês!

Em seguida, dirigiu-se direto a Tomé:

– Coloque o seu dedo nas minhas feridas e do meu lado; veja as minhas mãos. Pare de duvidar e acredite.

Tomé constrangeu-se:

– Senhor meu e Deus meu!

Então Jesus disse a ele:

– Só porque me tocou você acreditou? Felizes os que não me tocaram e acreditaram.

 

JESUS APARECE NOVAMENTE AOS SEUS APRENDIZES – Jo. 21:1-24

Depois desse evento, Jesus apareceu novamente aos seus aprendizes, à margem do Mar de Tiberíades. Foi assim: estavam juntos Simão Pedro, Tomé, Natanael, de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e dois outros aprendizes.

– Vou pescar – decidiu Simão Pedro.

E eles disseram:

– Nós vamos com você.

Pegaram o barco, mas naquela noite não pegaram nada. Ao amanhecer, Jesus estava passeando na praia, mas os aprendizes não o reconheceram. Ele pediu a eles:

– Filhos, vocês têm algo para comer?

– Não – responderam eles.

Então ele sugeriu:

– Joguem a rede do lado direito do barco que vocês vão pegar peixes.

Fizeram assim e não conseguiam recolher a rede, tão grande era a quantidade de peixes. O aprendiz a quem Jesus amava disse a Pedro:

– É o Senhor!

Simão Pedro, ao ouvir isso, vestiu a roupa, pois estava nu e entrou no mar. Os outros aprendizes seguiram no barco, arrastando a rede cheia de peixes, pois estavam bem perto da praia. Quando desembarcaram, viram uma fogueira de brasas vivas ali, com peixe sobre elas e um pouco de pão. Recomendou Jesus:

– Tragam alguns dos peixes que acabaram de pescar.

Simão Pedro entrou no barco e arrastou a rede para a praia. Ela estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes. Apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu. Jesus os convidou:

– Venham comer.

Nenhum dos aprendizes tinha coragem de perguntar quem era ele. Eles tinham a sensação que era o mestre. Jesus chegou bem perto deles, pegou o pão e deu para eles, fazendo o mesmo com o peixe. Essa foi a terceira vez que Jesus apareceu aos seus aprendizes depois de ter revivido dos mortos. Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro:

– Simão, filho de João, você me ama realmente mais do que a todos?

Ele respondeu, prontamente:

– Sim, Senhor, você sabe a afeição que tenho por você.

Jesus, então, pediu a ele:

– Cuide então das minhas ovelhas.

Novamente Jesus perguntou:

– Simão, filho de João, você me ama?

Ele respondeu:

– Sim, Senhor você sabe que tenho uma afeição enorme por você.

Repetiu Jesus:

– Cuide então das minhas ovelhas.

Pela terceira vez, ele insistiu:

– Simão, filho de João, você realmente é apaixonado por mim?

Pedro ficou magoado por Jesus ter perguntado pela terceira vez e respondeu, contundente:

– Senhor, você sabe todas as coisas e sabe que amo muito você.

Então se conformou Jesus:

– Está bem. Cuide então das minhas ovelhas. Acredite em mim: quando você era mais jovem, vestia-se e ia aonde queria; mas quando for velho, vai depender de outra pessoa que vai vestir e levar você aonde você não deseja ir.

Jesus disse isso para indicar o tipo de morte com a qual Pedro iria engrandecer a Deus. Em seguida, o convidou:

– Simplesmente, me siga!

Pedro viu que o aprendiz a quem Jesus amava os seguia. Era o mesmo que se inclinara para Jesus durante a ceia e perguntara a Jesus quem iria trai-lo. Então, Pedro perguntou:

– Senhor, e quanto a ele, o que vai acontecer a ele?

Jesus respondeu:

– Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que importa a você? Siga-me você e isso basta.

Por isso espalhou-se entre eles o rumor de que aquele aprendiz não iria morrer, mas Jesus não disse que ele não iria morrer, apenas disse: “Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que importa a você?”. Este é o aprendiz que dá depoimento de tudo o que aconteceu, vivenciou e registrou. Portanto, tudo isso que foi relatado nos dá a convicção de que a sua mensagem é verdadeira.

– Vocês são testemunhas dessa afirmação. Vou enviar o que meu Pai prometeu; fiquem na cidade até receberem essa força do alto.

Os aprendizes perguntaram a Jesus:

– O tempo é agora que você vai restaurar a potência de Israel?

Jesus respondeu:

– Não compete a vocês saber disso. Só o Pai celestial sabe. Pensem apenas nisso: vocês vão receber a força estupenda do Espírito Santo e vão ser minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até no mundo inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *