Sem categoria

Episódio 154

Episódio 154

Jesus perante o tribunal; remorso de Judas

JESUS PERANTE O TRIBUNAL DE JUSTIÇA – Mateus 26:59-68; Marcos 14:55-65; Lucas 22:66 -71

 

Ao romper do dia, reuniram-se no Tribunal de Justiça os cardeais e os mestres da Lei dos Judeus. Jesus foi levado até à presença desse grupo. Os cardeais e todo o Tribunal de Justiça buscavam um depoimento falso contra Jesus, para justificar a sua condenação à morte, mas não encontraram nenhuma desculpa, embora se apresentassem muitas falsas testemunhas incongruentes. Finalmente se apresentaram duas alegando que ouviram Jesus afirmar que destruiria aquele templo feito por mãos humanas e o reconstruiria em três dias, por mãos não humanas. Mas, nem mesmo assim, o depoimento delas justificava algum crime. O bispo ficou irritado e perguntou a Jesus:

– Você não vai responder à acusação que essas pessoas fazem contra você?

Mas Jesus permaneceu em silêncio. O Bispo o intimou:

– Exijo que você jure pelo Deus vivo se você é o Cristo, o Filho de Deus. Vamos, fale!

Jesus reagiu:

– Se eu disser a vocês que sim, vocês não vão acreditar em mim e se eu perguntar a vocês, vocês vão se recusar a responder. Mas eu declaro a todos vocês: vai chegar o dia em que vocês vão ver o Deus-humano sentado à direita do Deus poderoso descendo sobre as nuvens do céu.

Então, todos gritaram:

– Você está afirmando que é o Deus-humano?

Jesus respondeu diretamente:

– Sim, eu sou.

Irritadíssimo, o bispo rasgou as próprias roupas e esbravejou:

– Falou besteira contra Deus! Por que precisamos de mais testemunhas? Vocês acabaram de ouvir a besteira. Que vocês acham? ‘Não foi o suficiente para ser considerado réu de morte?

– Sim, é réu de morte – gritaram.

Alguns cuspiam e outros esmurravam e estapeavam o rosto de Jesus, além de se dirigirem a ele com muitas expressões de insulto.

REMORSO DE JUDAS – Mt. 27:3-10

Quando Judas, ganhou consciência da traição e ficou sabendo que Jesus estava prestes a ser condenado, ficou com grande remorso e devolveu aos cardeais e sábios as trinta moedas de prata, confessando:

– Cometi um deslize muito grave, pois traí uma pessoa inocente.

Eles não deram a mínima:

– Que nos importa? A responsabilidade é sua.

Então Judas jogou o dinheiro no chão do templo, se retirou para longe e se enforcou. Os cardeais ajuntaram as moedas e decidiram que era contra as suas leis colocar aquele dinheiro no tesouro, porque era dinheiro resultado de assassinato. Decidiram, então, usá-lo para comprar o Campo do Oleiro dos Judeus para servir de cemitério de estrangeiros. Por isso ele se chama Campo de Sangue até os dias de hoje. Estava se cumprindo o que foi dito por meio do vidente Jeremias: “Aceitaram as trinta moedas de prata, preço pelo qual Ele foi avaliado pelo povo de Israel, e usaram elas para comprar o Campo do Oleiro dos Judeus, como o Senhor Deus ordenou”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *