Sem categoria

Episódio 121

A recompensa do que seguem Jesus; ilustração dos trabalhadores

A RECOMPENSA DOS QUE SEGUEM JESUS

 

Então, Pedro reclamou:

– Mas nós largamos tudo para te seguir! O que vamos receber com isso?

Jesus afirmou a eles:

– Acreditem em mim: ninguém que tenha deixado casa, parente, irmãs, mãe, pai, filhos ou roças, por causa de mim e da mensagem, deixará de receber cem vezes mais agora tudo o que perderam; e, na era futura, receberá a vida eterna. Mas esses serão perseguidos. Acreditem: quando todas as coisas forem regeneradas, quando o Deus-humano se assentar em seu trono vitorioso, vocês que me seguiram também se sentarão em doze tronos para criticar as doze facções de Israel.

ILUSTRAÇÃO DOS TRABALHADORES DO VINHEDO – Mateus 19:30 e 20:1-16; Marcos 10:31

Quem estiver sentado na última fileira será o primeiro, e quem estiver nas primeiras, será o último. Vou explicar para vocês: o Reino dos céus é como um fazendeiro que saiu de manhã cedo para contratar trabalhadores para o seu vinhedo. Ele combinou de pagá-los cem reais pelo dia e eles aceitaram. Por volta das nove horas, ele saiu e viu uma turma desocupada na praça e a convocou: vão também trabalhar no vinhedo que eu vou pagar a vocês o que for justo. Ao sair por volta das três e depois das cinco horas, ao final do dia, ele encontrou ainda outros que estavam desocupados e perguntou a eles por que estavam ali à toa o dia inteiro. Eles responderam que ninguém os havia contratado. ““Estão contratados”, assegurou o fazendeiro. Ao cair da tarde, o dono do vinhedo mandou seu administrador chamar os trabalhadores e pagar a eles o salário, começando com os últimos contratados até chegar aos primeiros. Vieram os trabalhadores contratados por volta das cinco horas e cada um recebeu cem reais. Quando vieram os que tinham sido contratados primeiro, esperavam receber muito mais, mas cada um deles também recebeu cem reais. Reagindo, começaram a se queixar do proprietário do vinhedo, alegando a ele que os homens contratados por último trabalharam muito menos e o fazendeiro os igualou aos que trabalharam pesado o dia inteirinho sob o sol quente. O fazendeiro respondeu a eles: Amigo, não estou sendo injusto com você. Você não concordou em trabalhar por cem reais? Receba então o que foi combinado e vá para sua casa. Eu quero dar ao que foi contratado por último o mesmo que dei a você. Será que não tenho o direito de fazer o que quero com o meu dinheiro? Ou você está contrariado porque sou generoso?”

Concluiu Jesus:

– É assim que funciona: os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *