Sem categoria

Episódio 44-45

Episódio 44

Debate sobre João Batista

 

A QUESTÃO JOÃO BATISTA – Mateus 11:2-15; Lucas 7:18-30

Ao ouvir na prisão o que Cristo estava fazendo, João enviou dois de seus aprendizes para confirmarem com Jesus se ele era realmente aquele que viria para nos libertar ou se deveríamos esperar algum outro.

Os aprendizes chegaram bem na hora em que Jesus estava curando os cegos, os que tinham distúrbios, doenças graves e espíritos maus.

Jesus aproveitou o momento e respondeu a eles:

– Voltem e anunciem a João o que vocês estão ouvindo e vendo: os cegos veem, os mancos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos voltam a viver e a mensagem é anunciada aos pobres. Feliz quem não se envergonha por minha causa.

JESUS FALA SOBRE JOÃO BATISTA

Depois que os aprendizes foram embora, Jesus começou a falar à multidão sobre João Batista:

– O que vocês foram ver no deserto? Uma folhagem agitada pelo vento? O que foram ver? Um homem vestido de roupas finas? Os que usam roupas finas estão nos palácios dos reis. Afinal, o que foram ver? Um vidente? Qual a expectativa de vocês? Sim, é isso mesmo: vocês encontraram muito mais que um vidente. Esse é aquele de quem está escrito: “Enviarei meu mensageiro à tua frente para preparar o teu caminho”. Acreditem: entre os nascidos da gravidez normal de uma mulher, não surgiu ninguém maior do que João Batista; mas o menor no Reino dos céus é maior do que ele. Desde os tempos de João Batista até agora, o Reino dos céus tem sido tomado à força, e os que usam de força acham que se apoderam dele. Todos os videntes e a Lei dos Judeus fizeram previsões até a vinda de João. Quer vocês aceitem ou não, ele é o Elias que deveria vir. Quem quiser entender, que entenda!

Todo o povo, até os chamados de publicanos, os cobradores de impostos, ao ouvirem as palavras de Jesus, reconheceram que o propósito de Deus era justo e foram batizados por João. Mas os religiosos e os mestres da Lei dos Judeus rejeitaram o propósito de Deus para eles e recusaram o batismo.

O DEPOIMENTO DE JESUS E JOÃO BATISTA REJEITADO – Mateus 11:16-19; Lucas 7:31-35

– A que posso comparar as pessoas desta geração? – questionou Jesus. – Com que se parecem? São como crianças que sentam na praça e brincam umas com as outras; como diz o ditado: “a gente toca flauta, mas vocês não dançam, cantamos uma canção triste, mas vocês não choram, são indiferentes”. Vejam se não é assim: veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e vocês diziam que ele tinha o diabo no corpo. Veio o Deus-humano, comendo e bebendo vinho, e vocês dizem este sujeito é um comilão e beberrão que convive com maus-elementos. Enfim, nada justifica as suas contrariedades.

Episódio 45

O povo se recusar a mudar de vida

 

O POVO DAS CIDADES AO REDOR DA LAGOA SE RECUSA A SE ARREPENDER – Mateus 11-20-24; Lucas 10:13-15

Jesus começou a denunciar as cidades em que foram realizadas a maioria dos seus milagres, porque não deram a menor importância às suas realizações.

– Coitada de ti, Corazim! Coitada de ti, Betsaida! Porque se os milagres que foram realizados aí tivessem sido realizados em Tiro e Sidom, há muito tempo elas se teriam arrependido profundamente. Eu afirmo uma coisa para vocês: no dia do julgamento haverá menor rigor para Tiro e Sidom do que para vocês. E tu, Cafarnaum: serás elevada até o céu? Não, descerás até o inferno! Se os milagres que em ti foram realizados tivessem sido realizados em Sodoma, ela não teria sido destruída. Eu afirmo uma coisa para vocês: no dia do juízo terá menor rigor para Sodoma do que para ti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *