Sem categoria

Episódio 162

Episódio 162

O guarda do túmulo; o túmulo vazio

A GUARDA DO TÚMULO – Mateus 27:62-66

 

No dia seguinte, um dia após a Preparação da Páscoa, os cardeais e os religiosos dirigiram-se a Pilatos e argumentaram:

– Senhor, lembramos que, enquanto Jesus ainda estava vivo, aquele impostor afirmou que depois de três dias ele reviveria. Mande alguém tomar conta do túmulo dele até o terceiro dia, para que seus aprendizes não roubem o corpo e digam ao povo que ele reviveu de novo dos mortos. Essa tapeação será pior do que a morte.

– Levem um destacamento de guardas – atendeu Pilatos. – Podem ir, e mantenham o sepulcro em segurança como acharem melhor.

Os guardas foram e armaram um forte esquema de segurança no túmulo; além de deixarem um destacamento montando guarda, lacraram a pedra.

O TÚMULO VAZIO – Mateus 28:1-10; Marcos 16:1-11; Lucas 24:1-12; João 20:1-18

 

No domingo bem cedo, Maria Madalena e outra Maria, mãe de Tiago e Salomé, pegaram as especiarias aromáticas que tinham preparado e foram ao túmulo para ungir o corpo de Jesus. Elas questionavam:

– Quem vai conseguir remover para nós a pedra da entrada do túmulo?

De repente, sobreveio um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu do céu e, chegando ao túmulo, rolou a pedra da entrada e se sentou sobre ela. Sua aparência era brilhante como um relâmpago e suas roupas eram brancas como a neve. Os guardas tremeram de medo e ficaram paralisados. Quando Maria Madalena e Maria chegaram lá, viram que a pedra tinha sido removida e, quando entraram, não encontraram o corpo de Jesus. Elas ficaram perplexas, sem saber que atitude tomar. De repente, o anjo ficou ao lado delas. Amedrontadas, as mulheres prostraram o rosto no chão e ouviram do anjo:

– Não tenham medo. Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive? Sei que vocês estão procurando Jesus, que foi morto numa estaca. Ele não está aqui! Ele reviveu dos mortos! Lembrem-se do que ele afirmou quando ainda estava com vocês na Galileia: “É necessário que o Deus-humano seja entregue aos malfeitores, seja morto na estaca e renasça no terceiro dia.

Então elas se lembraram das suas palavras.

– Vão depressa e digam aos aprendizes dele e a Pedro que ele reviveu dentre os mortos e está indo adiante de vocês para a Galileia. Vocês o verão lá, como ele disse a vocês – disse o anjo.

Cheias de alegria, elas saíram correndo para anunciar aos aprendizes de Jesus e não disseram nada a ninguém no caminho, porque estavam amedrontadas. Elas correram ao encontro de Simão Pedro e do outro aprendiz, aquele a quem Jesus amava, e disseram:

– Tiraram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde o colocaram!

Lamentando e chorando, eles não acreditaram nas mulheres; as palavras delas soavam como delírio. Pedro e o outro aprendiz saíram e foram para o sepulcro. Os dois corriam, mas o outro aprendiz foi mais rápido que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro. Ao chegar, ele se curvou e olhou para dentro, viu as faixas de linho ali, mas não entrou. Em seguida, Simão Pedro, que vinha atrás dele, chegou, entrou no sepulcro e viu as faixas de linho, bem como o lenço que estava sobre a cabeça de Jesus. Ele estava dobrado à parte, separado das faixas de linho. Depois o outro aprendiz, que chegou primeiro ao túmulo, também entrou. Ele viu a cena e acreditou. Eles ainda não tinham compreendido que, como está previsto, era necessário que Jesus revivesse dos mortos.

Constatando a ausência do corpo de Jesus, os aprendizes voltaram para casa, mas Maria Madalena ficou junto à entrada do túmulo, chorando. Enquanto chorava, ela se curvou para olhar dentro do túmulo e viu dois anjos vestidos de branco, sentados no lugar onde estava o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés. Eles a questionaram:

– Minha senhora, por que você está chorando?

Ela disse:

– Levaram meu Senhor embora e não sei onde puseram ele.

Nisso, ela se voltou e viu Jesus ali, em pé, mas não o reconheceu. Ele perguntou:

– Minha senhora, por que você está chorando? Quem está procurando?

Pensando que fosse o jardineiro, ela disse:

– Se o senhor levou o corpo dele embora, diga-me onde colocou, pois eu vou levá-lo comigo.

Então Jesus sussurrou a ela:

– Maria!

E então, voltando-se para ele, Maria Madalena exclamou:

– Raboni! – que em aramaico significa mestre.

Jesus então recomendou:

– Não me detenha, pois ainda não voltei para o Pai celestial. Vá até meus aprendizes e diga a eles que eu estou voltando para meu Pai e o Pai de vocês, para o meu Deus e o Deus de vocês.

Maria Madalena foi e anunciou aos aprendizes:

– Eu vi o Senhor!

E contou o que ele disse a ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *