Sem categoria

Episódio 156

Jesus na presença de Herodes; retorna a Pilatos

JESUS NA PRESENÇA DE HERODES – Lucas 23:6-12

Pilatos perguntou, então, se Jesus era Galileu. Quando Pilatos ficou sabendo que ele era da jurisdição de Herodes, mandou Jesus para Herodes, que também estava em Jerusalém naqueles dias de festa. Ao ver Jesus, Herodes ficou muito alegre, porque havia muito tempo que queria conhecê-lo. Pelo que tinha ouvido falar de Jesus, tinha a expectativa de vê-lo realizando algum milagre. Então Herodes interrogou Jesus com muitas perguntas, mas ele não respondeu nada. Os cardeais e os mestres da Lei dos Judeus estavam todos ali, acusando Jesus com muita força. Herodes e os seus soldados debochavam dele. Então vestiram Jesus com um manto brilhante, imitando ser um rei. Depois, mandaram ele de volta a Pilatos. Herodes e Pilatos, que até ali eram inimigos, naquele dia tornaram-se amigos.

 

JESUS RETORNA PARA PILATOS. O JULGAMENTO CONTINUA – Mateus 27:11-31; Marcos 15:2-20; Lucas 23:13-25; João 18:39,40 e 19:1-16

 

Pilatos decidiu então reunir os cardeais, as autoridades e o povo, alegando:

– Vocês me trouxeram esse sujeito como alguém que estava incitando o povo à rebelião. Eu o examinei na presença de vocês e não achei nenhuma base para as acusações que fazem contra ele. Nem mesmo Herodes achou algo contra ele, pois o mandou de volta para nós. Como podem ver, ele não fez nada que mereça a morte. Portanto, eu vou castigá-lo e depois ele será solto.

Mas os judeus insistiram:

– Temos a Lei dos Judeus e, de acordo com ela, ele deve morrer porque se declarou um Deus-humano.

Ao ouvir isso, Pilatos ficou ainda mais desorientado e voltou para dentro do palácio. Lá, perguntou a Jesus, receoso:

– De onde você vem?

Mas Jesus ficou em silêncio.

– Você se nega a dialogar comigo? – disse Pilatos. – Será que não sabe que eu tenho autoridade para libertar e para matar você em uma estaca?

Jesus, então, se pronunciou:

– Você não teria nenhuma autoridade sobre mim se não recebesse ela do alto, dos céus. Nesse sentido, aquele que me delatou a você é culpado de um mal maior.

Concordando com Jesus, Pilatos fez de tudo para libertá-lo, mas os judeus gritavam:

– Se você deixar esse sujeito livre, é porque não é amigo de César. Quem se diz rei está indo contra César.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *