Sem categoria

Episódio 131a

Pagamento de impostos; os mortos voltarão a viver

SOBRE O PAGAMENTO DE IMPOSTOS – Mateus 22:15-22; Marcos 12:13-17; Lucas 20:20-26

Mais tarde, enviaram espiões até Jesus para ver se ele escorregava em alguma coisa que falasse e achassem uma desculpa para entregá-lo ao poder e à autoridade do governador. Eles chegaram perto de Jesus e o provocaram:

– Mestre, sabemos que és íntegro e que não te deixas influenciar por ninguém, porque não te prendes à aparência de ninguém, mas ensinas a verdade, sem medo e com justiça. Qual é a tua opinião? É certo pagar impostos a César, ao Governo Romano, ou não?

Mas Jesus, percebendo a malícia e a má intenção deles, questionou:

– Seus fingidos! Por que vocês estão me testando com perguntas capciosas? Me mostrem a moeda usada para pagar o imposto.

Eles mostraram a moeda e ele perguntou:

– De quem é esta imagem na moeda?

– De César, responderam eles.

– Então – disse Jesus – deem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.

Os espiões não conseguiram pegar Jesus em nenhuma palavra na frente do povo. Admirados com a sua resposta inteligente, ficaram em silêncio e foram embora.

OS MORTOS VOLTARÃO A VIVER – Mateus 22:23-33; Marcos 12:18-27; Lucas 20:27-38

Naquele mesmo dia, os religiosos, que não acreditavam que mortos poderiam viver de novo, aproximaram-se de Jesus com a seguinte questão:

– Mestre, Moisés nos deixou escrito que se um irmão morrer e deixar esposa sem filhos, outro irmão deve se casar com a viúva e ter seus filhos e que ficariam com todas as propriedades do falecido. Mas vamos supor que existam sete irmãos. O primeiro se casou e depois morreu sem deixar filhos. O segundo se casou com a viúva, mas também morreu sem deixar filhos. O mesmo aconteceu com o terceiro. Nenhum dos sete deixou filhos. Finalmente, morreu também a mulher. Então eu pergunto: no dia que os mortos viverem de novo, de qual dos sete ela será esposa, já que todos foram casados com ela?

Jesus rebateu:

– Vocês estão equivocados porque não conhecem as Leis dos Judeus nem o poder de Deus. Os que vivem nessa geração, se casam, mas os que forem dignos de tomar parte na era que há de vir e no renascer dos mortos não vão se casar. E não vão morrer, pois são como os anjos. São filhos de Deus, porque fazem parte da era do renascer. No que diz respeito ao renascer dos mortos, parece que vocês não leram no livro de Moisés, no relato da chama de fogo, como Deus disse a ele: “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó”. Do ponto de vista de Deus, todos os homens estão vivos. Ou seja, Ele não é Deus de mortos, mas Deus de vivos. Vocês estão muito equivocados! Não perceberam que Deus estava falando diretamente para vocês.

Ao ouvir essa explicação, a multidão ficou muito admirada com sua perspicácia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *