Sem categoria

Episódio 139

Jesus é ungido

JESUS É UNGIDO EM BETÂNIA – Mateus 26:6-13; Marcos 14:3-9; Lucas 19:28; João 12:1-11

 

Faltavam seis dias para a festa da Páscoa, o dia santo judaico celebrado uma vez por ano. Nesse dia não se podia comer pão feito com fermento. Jesus chegou a Betânia, onde vivia Lázaro, a quem ele deu a vida novamente. Enquanto isso, os bispos e os religiosos procuravam uma oportunidade para prendê-lo secretamente e tirar a sua vida. Mas não podiam fazer isso no dia da Páscoa, senão haveria uma revolta.

Enquanto isso, Jesus passou em Betânia, na casa de um sujeito conhecido como Simão, o leproso. Lá eles resolveram dar um jantar para Jesus. Marta organizava tudo, enquanto Lázaro estava à mesa com ele. Então Maria pegou um frasco de perfume puro e caro, derramou sobre a cabeça e os pés de Jesus e enxugou com os seus cabelos, enchendo a casa com a fragrância do perfume. Alguns dos presentes começaram a comentar uns aos outros, indignados, para que era aquele desperdício de perfume caro. Ele poderia ter sido vendido por uma fortuna e o dinheiro dado aos pobres. Assim, reprovaram Maria, severamente, principalmente Judas Iscariotes, que não falou isso por se interessar pelos pobres, mas porque era aproveitador. Como responsável pelo controle do dinheiro, costumava tirar uma parte para si. Percebendo o burburinho, Jesus reclamou:

– Deixem Maria em paz. Por que estão criticando ela? Ela praticou uma boa ação para mim. Porque os pobres sempre vão existir e vocês poderão ajudá-los sempre que desejarem. Mas a mim vocês nem sempre vão ter. Ela fez o que estava ao seu alcance. Derramou o perfume em meu corpo antecipadamente, preparando-o para o enterro. Eu asseguro a vocês que onde quer que a mensagem seja anunciada, em todo o mundo, o que ela fez será contado para que seja lembrada. Enquanto isso, uma grande multidão de judeus, ao descobrir que Jesus estava ali, foram para vê-lo e também para ver Lázaro e conferir se ele realmente renascera dos mortos. Para evitar dúvidas, os bispos faziam planos para matar também a Lázaro, pois por causa dele muitos estavam mudando de ideia e acreditando em Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *