Sem categoria

Episódio 98/99

O bom Samaritano

O BOM SAMARITANO – Lucas 10:25-37

 

Certa ocasião, um especialista na Lei dos Judeus quis testar Jesus, provocando-o:

– Mestre, o que uma pessoa precisa fazer para conquistar a vida eterna?

– O que está escrito na Lei de Moisés sobre isso? Como você interpreta? – instigou Jesus.

Ele respondeu:

– Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento e amarás o outro como se fosse você mesmo.

– Correto. – Jesus concordou. – Aja assim e ganhará a vida eterna.

Sem graça, ele tentou se justificar:

– E quem é o outro?

Jesus respondeu contando uma estória:

– Um sujeito viajava de Jerusalém para Jericó quando foi atacado por assaltantes que tiraram as suas roupas e seu dinheiro, o espancaram e foram embora. Ele ficou quase morto à beira da estrada. Por coincidência, descia pela mesma estrada um padre, que fingiu que não viu o sujeito e passou pelo outro lado. O mesmo fez um levita. Mas um humilde samaritano que passava por ali se aproximou do sujeito e, quando viu sua situação precária, teve piedade dele. Curvou-se ao seu lado, fez curativo nas feridas com vinho e óleo e depois a enfaixou. Ele ainda colocou o sujeito sobre seu próprio animal e o levou para uma hospedaria, onde cuidou dele a noite inteira.

No dia seguinte, o samaritano deixou algum dinheiro para o ferido com o hospedeiro e recomendou que cuidasse dele. Agora eu te pergunto: qual desses três você acha que foi o “outro” do sujeito que foi assaltado?

– Aquele que teve piedade e cuidou dele – respondeu, prontamente, o especialista na Lei dos Judeus.

Jesus então recomendou a ele:

– Faça da mesma forma para o “outro”.

Episódio 99

Maria e Marta

MARIA E MARTA – Lucas 10:38-42

 

No caminho até Jerusalém, Jesus e os seus aprendizes chegaram a um povoado em que vivia uma certa mulher chamada Marta; ela o hospedou em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés de Jesus, ouvindo a sua mensagem. Mas Marta estava ocupada com muitos afazeres de casa e preparando o jantar. Incomodada, ela chegou perto de Jesus e questionou:

– Senhor, não seria injusto minha irmã me deixar sozinha com todo o serviço? Peça pra ela me ajudar!

Jesus respondeu a ela:

– Marta, Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas tarefas. A gente precisa de pouca coisa, mas uma coisa só é importante. Maria escolheu fazer o essencial e não posso impedir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *